Total de visualizações de página

sexta-feira, 2 de julho de 2010

COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO E O SIGNIFICADO DA GRAMÁTICA NA ESCRITA


O PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DEVE CONDUZIR AO DOMÍNIO DO CONTEÚDO ESCOLAR (CONCEITOS, REGRAS, LEITURA, ESCRITA, CÁLCULO, ETC.) DE UMA FORMA DINÂMICA PARA QUE O ALUNO PERCEBA E TRANSFORME A REALIDADE SOCIAL.

A LEITURA E ESCRITA CARREGA EM SI VÁRIAS TÉCNICAS CONVENCIONADAS QUE PRECISAM SER DOMINADOS PELO LEITOR E ESCRITOR, SEM PERDER O SIGNIFICADO REAL DESTAS: COMUNICAÇÃO, EXPRESSÃO, E DOMÍNIO DA REALIDADE.

O ENSINO ESCOLAR, MUITAS VEZES, POR V
ALORIZAR O ENSINO ORTOGRÁFICO E GRAMATICAL, DESVINCULA O ALUNO DA REALIDADE E DO SIGNIFICADO DA LEITURA E DA ESCRITA, ESTA ÊNFASE NAS TÉCNICAS LITERÁRIAS É ENCONTRADA NA ESCOLA TRADICIONAL QUE TORNA O ENSINO DAS TÉCNICAS UM FIM EM SI MESMO, NÃO COLOCANDO IMPORTÂNCIA NAS DE COMUNICAÇÃO, ARGUMENTANDO QUE ISSO SE ADQUIRE COM O TEMPO.

OBSERVA-SE UMA DICOTOMIA QUE ACABA POR CAUSAR UM IMPASSE NO ENSINO-APRENDIZAGEM, A QUAL CARREGA VÁRIAS CAUSAS CONTRIBUINTES; COMO O LIVRO DIDÁTICO E DA ESCRITA COM MEMORIZAÇÃO DE REGRAS GRAMATICAIS E A DESVINCULAÇÃO DO ENSINO ESCOLAR COM AS RELAÇÕES SOCIAIS BASEADAS NA ESTRUTURA SOCIAL.

A SUPERAÇÃO DESSA DICOTOMIA É O SIGNIFICADO DA LIBERDADE DE COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO ALIADO AO SIGNIFICADO DAS TÉCNICAS GRAMATICAIS, OU SEJA, A DOS CONTEÚDOS SOCIALMENTE CONSTRUÍDOS, QUE DEVEM SER E ESTAR INSERIDOS NO ENSINO ESCOLAR, ABORDANDO DENTRO DE UMA PERSPECTIVA HISTÓRICO-CRÍTICO.

FUNDAMENTOS TEÓRICOS DAS TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO.

QUALQUER AÇÃO SOCIAL CARREGA EM SI UM SIGNIFICADO, MESMO QUANDO NÃO É PERCEBIDO PELO INDIVÍDUO.
O SIGNIFICADO DADO A ESCRITA E A LEITURA, POSSUI UM PODER DE COMUNICAÇÃO ENTRE OS HOMENS, CONVENCIONANDO-SE REGRAS, CONCEITOS, DESCRIÇÕES, ETC. QUE DEVEM SER ENTENDIDAS E EXPRESSAS POR TODOS.

SE A ESCOLA É UM VEÍCULO DE ENSINO-APRENDIZAGEM PARA QUE O INDIVÍDUO PARTICIPE COM DINAMISMO DAS RELAÇÕES SOCIAIS, TORNA-SE ENTÃO, ESSENCIAL A APROPRIAÇÃO DO SIGNIFICADO DA LEITURA E DA ESCRITA QUE ABARCA COMUNICAÇÃO, EXPRESSÃO E DOMÍNIO DAS TÉCNICAS UTILIZADAS, POIS ELA É UM INSTRUMENTO CONSTRUÍDO PELOS HOMENS, PARA TINGIR DETERMINADOS FINS COM MAIOR FACILIDADE.

A AUSÊNCIA DO DOMÍNIO DO SIGNIFICADOS DAS TÉCNICAS DA ESCRITA CONDUZ A UMA LIMITAÇÃO, E AS VEZES, ATÉ UM BLOQUEIO NA EXPRESSÃO ESCRITA, POR FALTA DE CONHECIMENTO DO SIGNIFICADO E NÃO APENAS DA TÉCNICA.

ORIGEM DO SIGNIFICADO
O HOMEM TRANSFORMA A REALIDADE POR MEIO DA SUA ATIVIDADE EM CONJUNTO COM OUTROS SERES HUMANOS, ESSA ATIVIDADE É TRANSFORMADA A MEDIDA QUE SE TRANSFORMA AS TÉCNICAS PARA ALCANÇAR APERFEIÇOAMENTO NOS FINS DESEJADOS, SUPRINDO ASSIM SUAS NECESSIDADES, GERANDO OBJETIVIDADE NOS SIGNIFICADOS.

O HOMEM CRIA INSTRUMENTOS PARA SUA ATIVIDADE DE TRANSFORMAÇÃO DA NATUREZA, E JUNTO COM O INSTRUMENTO TAMBÉM CRIA A TÉCNICA DE UTILIZAÇÃO DESSE INSTRUMENTO.

O INDIVÍDUO SE TORNA PARTICIPANTE DE UMA ATIVIDADE COLETIVA QUANDO VIVE EM SOCIEDADE, ESSA ATIVIDADE MESMO POR POSSUIR DIFERENTES ETAPAS OPERADA POR DIFERENTES INDIVÍDUOS, NÃO SE TORNA UM ATIVIDADE INDIVIDUAL, MAS COLETIVA. O INDIVÍDUO SÓ ENTENDE A TÉCNICA QUANDO ENTENDE TAMBÉM O SIGNIFICADO DESTA TÉCNICA OPERACIONAL, E O SENTIDO DADO SOCIALMENTE A ELA, OU SEJA, AQUILO QUE MOTIVA O INDIVÍDUO A UTILIZAÇÃO DE UMA TÉCNICA JÁ PRODUZIDA SOCIALMENTE E HISTORICAMENTE.

A LINGUAGEM SURGE COMO UM INSTRUMENTO DE COMUNICAÇÃO PARA A ATIVIDADE COLETIVA. A LINGUAGEM ASSUME UM PAPEL DE REGISTRO DE INFORMAÇÃO, POR MEIO DA ESCRITA E COM ISSO ABARCA TÉCNICAS DESSE REGISTRO E DESVENDA TAMBÉM AS TÉCNICAS EXISTENTES NA ATIVIDADE COLETIVA PRODUZIDA AO LONGO DOS TEMPOS E QUE DEVEM SER TRANSMITIDAS ÀS OUTRAS GERAÇÕES, NÃO MAIS POR MEIO DA INCLUSÃO NA ATIVIDADE, MAS POR MEIO DA LINGUAGEM.

O SENTIDO E O SIGNIFICADO DE UMA TÉCNICA DEVEM ESTAR VINCULADOS, PORÉM, NA SOCIEDADE CAPITALISTA; ESTA VINCULAÇÃO PASSA A NÃO EXISTIR, POIS O OPERÁRIO DE UMA FÁBRICA DE SUCO, POR EXEMPLO, NÃO POSSUI O SENTIDO DO SIGNIFICADO DA PRODUÇÃO GERAL DO SUCO PARA SATISFAZER UMA NECESSIDADE, MAS A AQUISIÇÃO DE UM SALÁRIO.

A COMUNICAÇÃO ESTÁ VINCULADA COM A ATIVIDADE HUMANA, ESTABELECIDA SOCIALMENTE E POR ISSO NÃO DEVE ESTAR DESVINCULADA DE SEU PROCESSO HISTÓRICO DE CONSTRUÇÃO, POIS O INDIVÍDUO AO SE EXPRESSAR POR MEIO DA ESCRITA DEVE CONHECER AS TÉCNICAS UTILIZADAS PARA NÃO CAIR EM ERROS PASSADOS E JÁ SUPERADOS PELA HUMANIDADE.

É PORTANDO, NECESSÁRIO LIBERDADE DE EXPRESSÃO POR MEIO DA ESCRITA E FAZER USO DAS TÉCNICAS.

A ESCRITA É UMA TRANSCRIÇÃO DOS FONEMAS EM SÍMBOLOS GRÁFICOS CONSTRUÍDOS HISTÓRICAMENTE; A MEDIDA QUE O INDIVIDUO SE TORNA CONSCIENTE DESSE PROCESSO HISTÓRICO DA LINGUAGEM E ATRIBUI-LHE SIGNIFICADO AO SE APROPRIAR DAS TÉCNICAS CONSTRUÍDAS E QUE CONDUZEM À LINGUAGEM, ELE ACABA POR SE IDENTIFICAR COMO PARTICIPANTE DESSE PROCESSO, ESSA CONSCIENTIZAÇÃO E INTEGRAÇÃO CAPACITA-O A TRANSFORMAR OS CONHECIMENTOS JÁ EXISTENTES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário